Ariano Suassuna (1927-2014): saiba mais sobre o escritor

Ariano Suassuna (1927-2014): saiba mais sobre o escritor

Ariano Suassuna (1927- 2014) foi um escritor, ensa√≠sta, poeta e dramaturgo brasileiro. Nasceu no Pal√°cio da Reden√ß√£o, Jo√£o Pessoa, capital da Para√≠ba, em 16 de junho de 1927. √Č autor de ‚ÄúO Auto da Compadecida‚ÄĚ, sua grande obra, adaptada para o cinema.

Ariano também foi professor e idealizador do Movimento Armorial, esse movimento tinha o objetivo de criar uma arte erudita a partir de elementos da cultura popular do Nordeste.

O Auto da Compadecida:

√Č uma pe√ßa teatral de tradi√ß√£o popular dividida em tr√™s atos e tem como cen√°rio o sert√£o nordestino.  A hist√≥ria bem-humorada e leve gira em torno de Jo√£o Grilo e Chic√≥, dois amigos pobres insepar√°veis que tentam sobreviver em meio √†s adversidades do sert√£o.

A peça, com elementos da literatura de cordel, é uma fusão do modelo medieval com o modelo regional: apresenta o tema religioso da moral católica, mas dentro do contexto nordestino.

Obras de Ariano Suassuna:

Uma mulher vestida de Sol (1947)

Cantam as harpas de Si√£o ou O desertor de Princesa (1948)

Os homens de barro (1949)

Auto de Jo√£o da Cruz (1950)

Torturas de um cora√ß√£o (1950)

O arco desolado (1952)

O castigo da soberba (1953)

O Rico Avarento (1954)

Auto da Compadecida (1955)

O casamento suspeitoso (1957)

O santo e a porca (1957)

O homem da vaca e o poder da fortuna(1958)

A pena e a lei (1959)

Farsa da boa pregui√ßa (1960)

A caseira e a Catarina (1962)

As conchambran√ßas de Quaderna (1987)

Fernando e Isaura (1956, in√©dito at√© 1994


Frases de Ariano Suassuna:

‚ÄúQuem gosta de ler n√£o morre s√≥.‚ÄĚ

‚ÄúN√£o me preocupo muito em ter ou n√£o uma posi√ß√£o como artista. Literatura para mim n√£o √© mercado. √Č a minha festa, √© onde eu me realizo. Digo sempre: arte √© miss√£o, voca√ß√£o e festa. N√£o me venham com essa hist√≥ria de mercado.‚ÄĚ

‚ÄúN√£o troco o meu “oxente” pelo “ok” de ningu√©m.‚ÄĚ

‚ÄúA humanidade se divide em dois grupos, os que concordam comigo e os equivocados.‚ÄĚ

‚ÄúA tarefa de viver √© dura, mas fascinante.‚ÄĚ

“O sonho √© que leva a gente para a frente. Se a gente for seguir a raz√£o, fica aquietado, acomodado.”