Caiu no Enem: Aspas

Caiu no Enem: Aspas

O que são aspas? Você sabe quando usar esse sinal de pontuação?

As aspas (“ ”) representam um recurso gráfico empregado aos pares na produção de textos sendo que uma serve para abrir e outra para fechar o discurso.

Trata-se, portanto, de um sinal de pontuação utilizado na produção textual para enfatizar palavras ou expressões, além de indicar citações de algum texto.

Tipos de Aspas

Aspas Simples (‘’): 

Utilizamos esse tipo quando a aspa dupla já está sendo utilizada, por exemplo: “A menina estava muito feliz no congresso em apresentar a ‘Nova Tese’ sobre o tema polêmico do aborto.”

Aspas Duplas (“ ”): 

Empregada nos discursos diretos para enfatizar algo no texto, ou citar alguma obra, por exemplo: Manuela preferiu dizer logo o que estava pensando: “Não gosto mais do curso”.

Quando empregar corretamente as aspas:

1. Em citações, declarações e transcrições.

Apesar da classificação feita pelo governo de São Paulo de igrejas como atividades essenciais, o coordenador-executivo do Centro de Contingência do Coronavírus, João Gabbardo, pede para que as pessoas “façam as suas orações em casa”.

Ainda bem que nunca me disseram para ser “gauche na vida”. (“gauche na vida”: expressão retirada do poema “Sete Faces” de Carlos Drummond de Andrade).

Como declarou Marx: “As revoluções são a locomotiva da história.”

2. Quando desejamos marcar ironia ou destacar uma palavra ou expressão usada fora do contexto habitual.

Que “maravilha”: Carina tirou zero na prova!

No meu horário do colégio tenho duas “janelas”. (“janela” = horário vago entre outros dois horários de aula.)

3. Quando desejamos enfatizar o sentido de alguma palavra ou expressão.

Quem foi o “inteligente” que fez isso?

4. Quando utilizamos estrangeirismos, neologismos e gírias.

A prática do “feedback” auxilia pessoas e empresas a crescerem.

Essa menina é muito “falsiane”. (“falsiane” = gíria utilizada para caracterizar pessoas que não são confiáveis).

Ser “laranja” de alguém não significa apenas ajudá-lo a burlar a lei, mas também a prejudicar milhares ou milhões de outras pessoas que sofrerão com o dinheiro que lhes é tirado por meio da corrupção.

5. Quando indicamos o nome de obras literárias ou artísticas, títulos de textos jornalísticos ou de palestras e apresentações.

Estamos estudando “Capitães de Areia” nas aulas de português.

Ver ao vivo “Guernica” de Picasso foi sensacional.

Observação: nesses casos, você poderá optar por não utilizar as aspas e marcar as palavras em itálico. Nessa situação, os dois recursos, itálico e aspas, não devem ser empregados ao mesmo tempo. Você deve escolher apenas um.

– A obra “Dom Casmurro”, de Machado de Assis, é um clássico na literatura brasileira.

OU

– A obra Dom Casmurro, de Machado de Assis, é um clássico na literatura brasileira.

Aspas simples

As aspas simples são sinais utilizados para indicar trechos do texto que já está entre aspas.

“Tinha-me lembrado da definição que José Dias dera deles, ‘olhos de cigana oblíqua e dissimulada’. Eu não sabia o que era oblíqua, mas dissimulada sabia, e queria ver se podiam chamar assim. Capitu deixou-se fitar e examinar.” (Machado de Assis)

O aluno explicou à professora o que aconteceu: “Ela foi chamada de ʽquatro-olhosʼ e ficou muito triste”.

QUESTAO DO ENEM 2020

O ouro do século 21

Cério, gadolínio, lutécio, promécio e érbio; sumário,térbio e disprósio; hólmio, túlio e itérbio. Essa lista de nomes esquisitos e pouco conhecidos pode parecer a escalação de um time de futebol, que ainda teria no banco de reservas lantânio, neodímio, praseodímio, európio, escândio e ítrio. Mas esses 17 metais, chamados de terrasraras, fazem parte da vida de quase todos os humanos do planeta. Chamados por muitos de “ouro do século 21”, “elementos do futuro” ou “vitaminas da indústria”, eles estão nos materiais usados na fabricação de lâmpadas, telas de computadores, tablets e celulares, motores de carros elétricos, baterias e até turbinas eólicas. Apesar de tantas aplicações, o Brasil, dono da segunda maior reserva do mundo desses metais, parou de extraí-los e usá-los em 2002. Agora, volta a pensar em retomar sua exploração.

SILVEIRA, E. Disponível em: www.revistaplaneta.com.br.

Acesso em: 6 dez. 2017 (adaptado).

As aspas sinalizam expressões metafóricas empregadas intencionalmente pelo autor do texto para

a) imprimir um tom irônico à reportagem.

b) incorporar citações de especialistas à reportagem.

c) atribuir maior valor aos metais, objeto da reportagem.

d) esclarecer termos científicos empregados na reportagem.

e) marcar a apropriação de termos de outra ciência pela reportagem.

.

.

.

.

.

Resolução

As expressões “ouro do século 21”, “elementos do futuro” e “vitaminas da indústria”, apresentadas entre aspas, são utilizadas no texto para reforçar a importância desses metais para a economia nacional. Diante disso, pode-se afirmar que elas são empregadas para enaltecer o valor desses metais.

Resposta: C