“Impediu-lhe” ou “impediu-o”? Qual a forma correta?

“Impediu-lhe” ou “impediu-o”? Qual a forma correta?

Veja a seguinte frase:


“No entanto, terá a chance de, ao final do mandato, sair da agremiação que lhe impediu de bem exercer as suas tarefas representativas.”


O verbo “impedir” é transitivo direto. Dessa forma, seu complemento não requer a intermediação de uma preposição:

– Uma pessoa pode impedir outra de fazer alguma coisa

– Um acidente pode impedir o trânsito

– Uma ação pode impedir outra



Esse verbo significa “não deixar andar” (“in-” é o prefixo de negação que se prende a “pés, pedis”, ou seja, “pé”).

Sua conjugação original era regular (“impido, impedes, impede” etc.), mas, graças a um processo analógico, o verbo passou a ser conjugado como o “pedir” (“peço, pedes, pede” etc.), do qual, entretanto, não deriva.


Os complementos diretos são substituíveis pelos pronomes átonos “me”, “te”, “se”, “nos”, “vos”, “o”, “a”, “os” e “as”.


Os pronomes “lhe” e “lhes” substituem complementos indiretos do tipo “a ele”, “a ela” ou “a eles”, “a elas”.



Vamos a correção da frase:


Como “impedir” é transitivo direto, para adequar o fragmento ao padrão culto da língua, é preciso utilizar pronome átono “o”.



A forma correta é:

“No entanto, terá a chance de, ao final do mandato, sair da agremiação que o impediu de bem exercer as suas tarefas representativas.”