Mal e mau. Quando usar cada termo?

Para saber quando utilizar os termos mal e mau, é preciso conhecer suas funçÔes morfológicas. MAL, com L, pode ser advérbio, substantivo ou conjunção. MAU, com U, pode ser adjetivo ou palavra substantivada.



Vejamos:

MAL pode ser…

Advérbio:

Palavra invariåvel que modifica o sentido de um verbo, adjetivo ou de outro advérbio:


Exemplo:

Palmeiras joga mal e adia conquista do tĂ­tulo.
[“mal” modifica o sentido do verbo “jogar”]


Substantivo

sendo sinĂŽnimo de “doença”, “defeito” e “problema”. Varia em nĂșmero.

Exemplos:

Ele estĂĄ com um mal incurĂĄvel.
(Ele estå com uma doença incuråvel.)

Muitos não consomem açucares artificiais com medo dos males que podem causar.
(Muitos não consomem açucares artificiais com medo dos problemas que podem causar.)


Conjunção

Sendo sinînimo de “logo que”, “assim que” e “quando”:

Exemplo:

Mal vocĂȘ chegou, todos se levantaram.
(Assim que vocĂȘ chegou, todos se levantaram.)


“MAU” pode ser…

Adjetivo

Logo, varia:

Eles eram maus alunos.
(Eles eram bons alunos.)


Palavra substantivada

Ou seja, empregado como substantivo:

Às vezes os maus tambĂ©m saem ganhando.


Macete 😉

Use “MAL” quando ele puder ser substituído por “BEM”.

Use “MAU” quando ele puder ser substituído por “BOM”.



Dica para usar o mal ou mau!