Variação linguística: saiba o que é!

Variação linguística: saiba o que é!

Variação linguística tem sido um dos temas mais presentes nas provas do Enem, por esta razão preparamos este material com um explicação completa para ajudá-los a entender o assunto.

Variação linguística é a capacidade natural de uma língua de se diversificar, ou seja, a transformação que a língua sofre por meio de influências históricas, socioculturais, regionais e de idade.

Qualquer língua caracteriza-se por ser heterogênea, aberta a mudanças e influências. Por exemplo, no Brasil, o português falado no Sul não é o mesmo falado no Nordeste, isso ocorre devido a fatores regionais que modificam o jeito de expressar-se.
O idioma é o mesmo, mas a escolha de determinadas palavras e construção das frases se diferem!

Tipos de varia√ß√Ķes lingu√≠sticas:

Variedades regionais ou diatópicas:

Referem-se √†s diferen√ßas entre as falas dos habitantes de diferentes regi√Ķes do pa√≠s. No Brasil, por exemplo, as varia√ß√Ķes lingu√≠sticas s√£o muito ricas devido ao tamanho continental do territ√≥rio.

Onde encontramos?

Em S√£o Paulo se diz ‚Äúmandioca‚ÄĚ, no Nordeste, ‚Äúmacaxeira‚ÄĚ, e no Sul, ‚Äúaipim‚ÄĚ.

Variedades sociais e diastr√°ticas: 

São as variedades linguísticas oriundas dos grupos sociais no quais o indivíduo está inserido. Essas variedades são encontradas nos grandes centros urbanos onde as pessoas se dividem em grupos por aspectos como: classe social, escolaridade, esporte, religião, tribos urbanas, idade, profissão. Os grupos possuem características próprias, dentre elas, a linguagem.

Onde encontramos?
G√≠rias e jarg√Ķes

Variedades hist√≥ricas e diacr√īnicas

São as variedades linguísticas que caíram em desuso com o passar dos anos.

Onde encontramos?

Documentos antigos, m√ļsicas e textos de Literatura.

Variedades estilísticas ou diafásicas:

S√£o as adapta√ß√Ķes lingu√≠sticas feitas de acordo com o estilo exigido para a comunica√ß√£o.  

Onde encontramos?

Em variados tipos de escrita e fala. Por exemplo, no documento oficial, o autor utiliza uma escrita formal. Na cr√īnica, por sua vez, o estilo √© mais coloquial.