Verbo “ser” concorda com termo no plural

Verbo “ser” concorda com termo no plural

Dada a seguinte frase:


“O princípio ativo do medicamento são substâncias vasoconstritoras.”


Ainda que possa parecer o contrário, a frase acima está correta. Acostumados que estamos a ver o verbo concordar com o sujeito da oração, hesitamos diante de uma construção como essa.


Ocorre, porém, que o verbo ser obedece a princípios próprios de concordância. É característica sua, por exemplo, concordar com os pronomes pessoais do caso reto, estejam eles na posição de sujeito da oração ou na de predicativo do sujeito (“O Estado sou eu“, “Eu sou a lei“).


Outro desses princípios é o que rege a construção que encima este texto. Entre um elemento no plural e outro no singular, o verbo ser concordará com aquele que estiver no plural, ressalvados os casos em que o elemento singular se referir a uma pessoa ou a um pronome pessoal do caso reto.


É por isso que não há desacerto nenhum em dizer que: “o princípio ativo de um medicamento são substâncias vasoconstritoras”.